Ciência confirma: escrever seus objetivos ajuda a alcançá-los

steve jobs
As últimas palavras de Steve Jobs – uma lição sobre quando parar
22 de novembro de 2015
Você é o maior exemplo para sua família
20 de abril de 2016
Ver tudo

Car.

Quantas pessoas você conhece que ficam invejando o sucesso alheio? Tem um monte delas por ai na rua dizendo que os outros tiveram sorte, nasceram com o bumbum virado para a Lua, que tiveram oportunidades, mas que ela, coitada, não teve a mesma sorte, nasceu pobre e não tem oportunidades. Mas esquecem de dizer que não fazem nada para que isso aconteça em suas vidas não é mesmo?

Se você conhece pessoas assim, não se irrite com elas. A zona de conforto delas é grande e acredite, elas não querem mudar – reclamar já as satisfaz e isso não precisa te contaminar. Saia de perto e vá focar em seus objetivos!

Escrever seus objetivos faz com que seu cérebro tenha um foco definido e um direcionamento de seus esforços ao longo do tempo. A sua energia é direcionada para a concretização daquilo que você disse para seu cérebro que era importante. O resto das atividades do seu dia a dia passam a ser secundárias. Programe seu cérebro de forma produtiva e útil em sua vida. Se você não fizer isso, te garanto que a televisão e as pessoas invejosas à sua volta vão programar você para fazer o que eles querem.

Indo para prática, a youtuber Jout Jout se surpreendeu ao encontrar um guardanapo de bar onde fez, de brincadeira, uma lista de objetivos com seu namorado e acabou dando certo.

A ciência apoia a Jout Jout nessa ideia. “De acordo com uma nova pesquisa, um método poderoso para nos ajudar a cumprir nossos objetivos é escrevê-los. O estudo foi feito na Universidade de Toronto e acompanhou 700 estudantes que fizeram exercícios curtos de escrita durante dois anos. A ideia era que eles pensassem sobre suas vidas, especialmente sobre momentos decisivos do passado. Depois, eles deveriam usar essas memórias para escrever um passo a passo que os ajudasse a alcançar seus objetivos.

Naturalmente, pelos voluntários serem estudantes, boa parte dos objetivos deles envolvia terminar a faculdade e conseguir notas boas. E, no fim do período de dois anos, os resultados mostraram que os estudantes que escreveram esses objetivos conseguiram notas melhores. Mais importante ainda, diferenças de performance entre pessoas de diferentes gêneros e etnias desapareceram entre aqueles que escreveram seus objetivos”.

Referência: Revista Galileu 20/07/2015